Acesse nossas redes

Psicodialogando

Existe beleza no sofrimento e ponto final

gazetaadm

Publicado

em

Existe beleza no sofrimento. Eu costumo dizer que o sofrimento é inerente à condição humana, mas nunca parei para refletir com você sobre a sua beleza e, mais do que isso: a sua função. Às vezes, a vida passa e nem dá tempo a gente ter essa conversa, de tão ensinados que somos a enganá-lo com qualquer distração.

É aquela história: nem costume temos de lidar com o silêncio dos próprios pensamentos, por isso damos um jeito de não cessar a zuada e a companhia externa. Somos ensinados a associá-lo à fraqueza, quando na verdade, entrar em contato com ele é o mais puro ato de bravura! Para Carl Rogers, uma das raízes do adoecimento – que constantemente inicia com o sofrimento – é a distância entre o que sentimos, pensamos e comunicamos.

Para identificar o sentimento, é preciso pausa e auto-conhecimento. Para comunicá-lo, é necessário coragem e ação. O sofrimento é o grito de alerta do não-lugar, do desconforto e da incoerência, provavelmente porque seu pé já está no 36 e você segue apegado ao sapato 34. Dói pra te lembrar que você é fluxo e precisa estar constantemente reconhecendo qual o seu tamanho aqui-e-agora, e qual o que você escolhe ter.

O que seria da nossa saúde física se não fosse uma febre nos alertando de alguma necessidade de intervenção!? O que seria da nossa saúde mental se não fosse o sofrimento para nos atiçar à ressignificação!? Dói pra te lembrar que você precisa sair da zona de conforto para ir atrás dos seus sonhos, os quais também estão em movimento.

Dói porque existe em você uma potência de ação que insiste em expandir, crescer, realizar e seguir, nunca acomodar. Dói de diferentes formas. Não pàra de doer porque a vida não desiste de te chamar para crescer. Belo, né!? Eu te disse: existe beleza no sofrimento!

Lígia Sousa, psicóloga.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

 


Publicidade

Copyright © 2021 Gazeta do Oeste