Acesse nossas redes

Mossoró

Prefeitura e Governo Federal lançam pedra fundamental para construir Casa da Mulher Brasileira

Publicado

em

Foto: Célio Duarte/PMM

A Prefeitura de Mossoró e Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos lançaram, nesta sexta-feira (13), a pedra fundamental para a construção da Casa da Mulher Brasileira no município. A unidade será construída na Estrada da Raiz em terreno do município. A Casa da Mulher Brasileira tem como principal objetivo ajudar no combate à violência contra a mulher, ofertando as vítimas vários serviços e amplo apoio. O lançamento é uma das atividades da campanha Agosto Lilás, que é mobilização de conscientização sobre a violência doméstica.

A unidade da Casa da Mulher Brasileira será construída em terreno cedido pela Prefeitura de Mossoró, que fica localizado nas proximidades do Centro Especializado de Reabilitação (CER). A construção terá investimento no Governo Federal no valor de R$ 1,4 milhão. Os recursos estão assegurados pela Caixa Econômica. A previsão é que as obras sejam iniciadas em até três meses com prazo de execução de um ano e seis meses.

“Agradecemos ao Ministério da Mulher e a ministra Damares por ter escolhido a cidade de Mossoró que é pioneira em tantas áreas e vai aqui receber a primeira Casa da Mulher Brasileira do Estado do Rio Grande do Norte. Para nós é uma satisfação que defendemos que as mulheres tenham notoriedade na nossa sociedade, que a mulher tenha seu destaque e sua posição, que possa ocupar todo e qualquer cargo, principalmente que a mulher tenha o respeito e o tratamento que todos nós queremos. Uma cidade resistência, de luta e uma cidade que tem que ficar marcada pela defesa e pelo compromisso com as mulheres. A prefeitura recebe esse empreendimento, a prefeitura que fez a cessão do terreno, a prefeitura vai trabalhar primeiramente para construir com total agilidade. O projeto está na Caixa e semanalmente estamos atendendo diligências e até o final do mês estará liberado para que venhamos licitar e depois iniciar as obras com celeridade. Aqui será uma casa que a mulher vai encontrar todos os serviços”, destacou o prefeito Allyson Bezerra.

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, ressaltou que Mossoró é a primeira cidade do interior do Nordeste a receber uma Casa da Mulher Brasileira. Com a parceria entre Governo Federal e Prefeitura de Mossoró promoverão acesso de mulheres vítimas de violência um apoio integrado.

“Foi a vontade de trazer para o Rio Grande do Norte pelo número de violência que tem aqui, a boa vontade do município, a articulação da deputada Carla Dickson, então casou tudo. Mossoró sai na frente em relação aos demais municípios. Vamos trazer para o município também um projeto chamado Maria da Penha vai à escola, o Maria da Penha vai à roça e Maria da Penha vai à obra para falar com pedreiros e pessoal da construção civil nos canteiros de obras. Queremos também fazer um grande trabalho de conscientização pensando nas próximas gerações”, afirmou a ministra.

A deputada federal Carla Dickson (PROS-RN) é articuladora da vinda Casa da Mulher Brasileira no Rio Grande do Norte. A parlamentar destacou a importância dessa unidade no acolhimento e apoio as vítimas de violência.

“Busquei a ministra Damares e falei da Casa da Mulher Brasileira já que o Rio Grande do Norte não tinha nenhuma. Ela prontamente solicitou que eu fizesse um apanhado dos municípios com mais índices. Felizmente a Casa da Mulher Brasileira está vindo para Mossoró, mas infelizmente foi por causa do alto índice de feminicídio que essa região tem. O município se mostrou sempre muito favorável e agora estamos com a pedra fundamental. O recurso financeiro já está garantido na Caixa Econômica”, ressaltou a deputada.

A Casa da Mulher Brasileira é uma estratégia do Governo Federal para reduzir a violência contra a mulher. A unidade é um espaço que reúne diversos serviços de atendimento às mulheres em situação de violência, dentre eles, acolhimento e triagem, apoio psicossocial, delegacia especializada, Promotoria de Justiça especializada, Núcleo Especializado da Defensoria Pública, Juizado de Violência Doméstica, alojamento de passagem, brinquedoteca, central de transporte e ações de autonomia econômica. No espaço, as mulheres também são incentivadas a participar de cursos para alcançar a autonomia financeira, uma ferramenta de apoio para dar independência econômica às vítimas, já que muitas dependem financeiramente do agressor.

O equipamento será gerido pela Prefeitura de Mossoró por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Juventude. “A Casa da Mulher Brasileira é um importante instrumento em defesa das mulheres, contra a violência de gênero e a violência contra as mulheres. Com certeza vai melhorar nossa rede, ampliar e dar mais assistência para as mulheres em situação de violência. Quando estiver pronta deverá funcionar sete dias por semana e 24 horas, trazendo proteção, acolhida e, principalmente, dar as mulheres oportunidade para recomeçar”, informou a secretária de Desenvolvimento Social Janaína Holanda.

Participaram da solenidade de lançamento a secretária nacional de Políticas para Mulheres, Cristiane Britto, o vice-prefeito Fernandinho, o deputado estadual Albert Dickson (PROS-RN), a secretária das Mulheres Juventude e Igualdade Racial Júlia Arruda, vereadores de Mossoró, secretárias e secretários municipais.

 


Copyright © 2021 Gazeta do Oeste